Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 13 de novembro de 2011

Coração

O coração localiza-se na cavidade torácica central, ligeiramente inclinado para o lado esquerdo,
e está protegido pelo externo, costelas e coluna. O coração é um musculo, um orgão mecânico, e a sua função é contrair e dilatar. Tem a forma cárdia.
O coração é constituído por três camadas: o pericárdio, o endocárdio e o miocárdio.
O pericárdio é a camada mais fina e
externa, e protege o coração
do batimento dos pulmões.
O endocárdio protege o coração do sangue que lá passa, e é a camada mais interna.
O miocárdio é o músculo em si, e é
a camada mediana que garante que não existem misturas do sangue. O musculo que permite esta ultima propriedade é o septo, que é um dos contistuintes do miócardio, o septo.
Nota: coronárias são os vasos sanguíneos que "alimentam" o coração.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Sistema de válvulas/ com compartimentos

Serve para levar o sangue da ponta dos pés para o coração através de comportas, de modo a manter a pressão e ter força suficiente para chegar ao coração. Funciona da seguinte maneira:

O sangue vai para um dos compartimentos, sendo que a válvula seguinte
está fechada










Depois quando o primeiro compartimento está "cheio" de sangue, a primeira válvula fecha-se e a próxima abre-se, continuando assim sucessivamente

Vasos sanguíneos

Existem três grandes tipos de vasos sanguíneos: veia, artéria e capilar.

Capilares: são constituidos por uma camada de células, são muito pequenos, e por ele passam proteinas, nutrientes ...

Artérias: são espessas (mais que as veias), muito plásticas e elásticas. Levam o sangue do coração para fora do mesmo.

Veias: Levam o sangue para o coração, são de menos calibre que as artérias e menos elásticas e plásticas

Trombócitos

A sua forma é irregular porque resulta de fragmentos de outras células. O seu tempo de duração é uma semana, forma-se na medula vermelha dos ossos. Tem como função ajudar na coagulação do sangue.


Mecanismo da coagulação do sangue: Coagulação do sangue, é quando existe um ferimento, neste caso superficial, como um corte. As plaquetas deslocam-se ao local formando uma espécia de tampão, e depois o fibrinogénio (proteina dissolvida no sangue) transforma-se em fibrina que origina uma rede no corte, onde ficam presos as plaquetas e os glóbulos vermelhos. Quando as feridas são superficiais vai-se formar uma crosta, pór causa dos glóbulos vermelhos que secam, mas quando a ferida é interior, vai-se originar um coágulo que depois é absorvido


Hemácias (glóbulos vermelhos)



As Hemácias formam-se na medula vermelha dos ossos e a sua duração é de 120 dias. A sua forma é regular, são discos concavos achatados ao centro. O seu núcleo pode ser perdido quando entra na corrente sanguínea. A sua função é transportar O2 e CO2 (oxigénio e dioxido de carbono). Uma das proteinas que constituem a hemácia é a homoglobina, que é constituida por ferro, e o ferro neste caso faz a ligação directa com o oxigénio, ou seja, quando o glóbulo vermelho chega aos alveolos pulmonares, o ferro "atrai" o oxigénio.



Oxi-hemoglabina: quando o oxigénio está ligado à hemoglabina.



Carbo-hemoglabina: quando o dióxido de carbono está ligado à hemoglabina









segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Leucócitos (Glóbulos brancos)

Os leucócitos têm como função defender o organismo, o seu local de


formação é na medula vermelha dos osso, orgãos linfáticos (gânglios linfáticos, timo e baço). A sua duração é de uma semana e a sua função é a defesa do organismo, tem uma forma irregular e com nucleo.







Diapedese: é a capacidade que todos os leucócitos têm para sair pelas paredes capilares, ele sai acompanhado com o plasma para proteger ou ir de encontro a uma substância tóxica








Fagocitose: quase todos os leucócitos o fazem. O glóbulo branco detecta um corpo estranho vai de encontro a ele e envolve-o com os pseudópodes (falsos pés), e depois digere-o num vacúolo com insimas. Os leucócitos que fazem a fagocitose são os macrofagos que são os maiores e a maioria, e os que não fazem são os linfócitos.





Producção de anticorpos: os linfócitos são um tipo de leucócitos, que quando os macrófagos não conseguem neutralizar um agente patogénico, eles actuam e produzem anticorpos para neutralizar o mesmo. Há medida que vão produzindo anticorpos, este fica registado na memória do núcleo, adquirindo assim imunidade.


Curiosidade: as vacinas servem para prevenir doenças, e para isso injecta-se agentes patogénicos enfraquecidos para os linfócitos ficarem com o seu registo no núcleo, para quando tiver-mos essa doneça os linfócitos actuarem de imediato. Não existem vacinas contra a SIDA porque esta é um vírus em constante mudança, por isso quando os linfócitos produzem um anticorpo para a neutralizar esta muda de configuração, e os anticorpos produzidos não têm efeito, tendo então de produzir outros, continuando sempre assim

Plasma


O plasma tem como função transportar células sanguíneas, não tem local de formação, mas vai buscar água aos alimentos. Não tem duração pois está permanentemente a renovar.

Sangue- constituintes

domingo, 6 de novembro de 2011

Saúde na população

Estado de saúde de uma população

Existem indicadores que avaliam o estado de saúde das populações:

- Esperança média de vida;

- Taxa de mortalidade infantil;

-Taxa de doenças infecto-contagiosas;

- Taxa de obesidade;

- Taxa de doenças cardio vasculares.


Medidas de promoção da saúde

- Hábitos individuais de saúde (alimentação equilibrada, higiene corporal, práctica de exercicio físico);

- Melhorias das condições de higiene e salubridade-ambiente propício à saúde (recolha e tratamento dos residuos sólidos, habitações que assegurem as condições de salubridade, eliminação dos focos de contagios, medidas anti-sépticas, tratamento e distribuição de água potável);

- Ordenamento do território;

- Campanhas de vacinação;

- Rastreios;


Para a promoção da saúde há que ter em conta a prevenção. Existem vários níveis de prevenção da saúde: primária, secundária e terciária.


Prevenção primária: esta directamente relacionada com as vacinas. A sua utilização permite combater doenças na sua maioria mortais.

Prevenção secundária: está relacionada com os rastreios,ou seja, detecção precoce de doenças. Por exemplo higiene oral, visão, colestrol, glicose, hipertensão entre outros. Estes rastreios são muito importantes pois é mais fácil actuar no início da doença.

Prevenção tercearia: Está relacionada com a reabilitação da doença, como por exemplo a fisioterapia, programas para toxicodependentes e alcoolicos.

Evolução da saúde

Nas antigas civilizações a saúde estava diretamente relacionada com seres divinos, era considerada um problema de alma, e o feiticeiro/ curandeiro através de magias e ervas fazia o seu melhor.



Os gregos e romanos das antigas civilizações achavam que a doença era o resultado do desequilíbrio de quatro fluidos: sangue, bílis amarela, bílis negra e fleuma. os desequilíbrios vinham de factores esternos, como as estações o tipo de vida e o ambiente.

Quem veio revolucionar o conceito de saúde foi Hipócrates, um médico grego (século V e IV ac). As doenças não eram culpa dos divinos mas sim de causas naturais. A prática deixou de ser mágico-religiosa e passou a ser fruto da observação direta dos doentes.

A partir do século XV-XVI, os conhecimentos aumentaram devido à prática de dissecção de cadáveres. O corpo humano passou a ser encarado como uma máquina e a doença como uma avaria.

No séc. XIX o conhecimento dos microorganismos provocadores de doenças foi fundamental para o combate de doenças como a tuberculose a raiva e a cólera.

A saúde era entendida como a ausência da doença.

Apenas há pouco tempo é que a saúde começou então a ser entendida como uma questão individual e comunitária.

A verdade é que o estado de saúde de um individuo pode influenciar a saúde de outros.

Já no século XX (1947) a organização mundial de saúde (OMS) define saúde como: "a situação de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doenças"

Sucessão primária



A primeira etapa de um sucessão primária é o ecésis.

Clímax é quando o ecossistema está em equílibrio e não se pode desenvolver mais.

Transgressão é quando o oceano trangride o continente (nível da água do mar sobe)

Regressão há menos água (o nível da água do mar desce)

Sucessão primária -> comunidade pioneira -> espécies pioneiras -> comunidade climax