Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 20 de maio de 2012

Esófago

Tem apenas digestão física
O bolo alimentar é empurrado para o estômago através dos movimentos peristálticos (digestão física)

Boca

- Digestão física: mastigação (língua, dentes, e músculos da face)
- Digestão química: ensalivação (glândulas salivares e língua)


Saliva: água + amílase salivar          
o amílase dissolve o amido, e só à processo químico na nossa boca quando ingerimos amido                                                                                               






Processo de engolir: deglutição, a comida já vai ensalivada e mastigada, é o bolo alimentar




A língua contrai, levanta e empurra o bolo alimentar
O véu paladar levanta também e tapa as fossas nasais
A epiglote tapa a comunicação com o aparelho respiratório e o bolo alimentar desce 

sábado, 19 de maio de 2012

Pâncreas

-Forma de folha. tem 16 centímetros
-Canal pancreático vai desaguar no canal colédoco
-Localização na cavidade abdominal parte superior entalado entre o fígado, estômago, duodeno e cólon transverso
- Segrega o suco pancreático

Enzimas

-São catalizadores  biológicos (biocatalizadores), são proteínas e aceleram a digestão
- São sensíveis ao Ph e temperatura do meio onde actuam
- São específicas, só actuam em determinada substância, o substrato. Funcionam como modelo chave fechadura

Fígado

-Órgão mais volumoso, pesa cerca de 1,5 kg
-Localiza-se na cavidade abdominal parte superior lado direito
-Forma de chapéu ou selim
-Função: produzir a bílis
-A vesícula biliar armazena a bílis

domingo, 18 de março de 2012

Dentes







Dentes



A revestir a coroa existe o esmalte que é contituído por fluor e cálcio, e é a parte mais dura do corpo humano


A polpa dentária é a parte que dá vida ao dente


O orifício onde os dentes se encontram chamam-se alvéolo dentário


Cimento liga a raíz ao alvéolo dentário

Glândulas Salivares



Existem três pares de glândulas salivares:


- umas proximas dos ouvidos de nome parótidas


- outras são as submaxilares, porque se encontram no maxilar inferior na base da língua na parte posterior


- e existem as sublinguais, que se encontram debaixo da língua na parte anterios


Têm a forma de sacos


Produzem a saliva

Intestino grosso, recto e ânus

Intestino grosso


Forma de um tubo


Tem de comprimento um metro e meio e cinco centímtros de diâmetro


Localiza-se em toda a cavidade abdominal


Tem paredes musculadas


É constítuido por quatro cólons: o ascendente, transverso, descendente e sigmóide. A ligação entre o intestino delgado e o grosso tem de nome válvula íleo-cecal



Recto


Extenção do intestino grosso


Tem de 10 a 12 centímetros


Tem paredes musculadas


Localiza-se na cavidade abdominal na parte inferior posterior, limitado superiormente pelo cólon sigmóide e inferiormente pelo ânus



Ânus


Tem dois esfíncteres anais


Orifício é o ânus


É limitado superiormente pelo recto


Localiza-se na cavidade abdominal inferior posterior

Intestino Delgado







Tem cerca de sete metros e meio de comprimento e dois centímetros e meio de diâmetro





Forma de um tubo





Localiza-se em toda a cavidade abdominal, limitado superiormente pelo estômago e inferiormente pelo intestino grosso









No intestino delgado existem umas válvulas de nome coniventes, que aumentam a superfície de absorção e digestão. Estas estão revestidas por uma vilosidade intestinal, que são estruturas especializadas na absorção. estas vilosidades têm apenas uma camada de células, e no seu interior têm capilares sanguíneo (absorvem aminoácidos, monosscarídeos, vitaminas hidrossoluveis, água e sais minerais ) e um canal quilífero linfático (absorve ácidos gordos, glicerol e vitaminas lipossoluveis). No meio destas vilosidades existem as glândulas intestinais, que segregam o suco intestinal.



Nota: a parte superior do intestino delgado, quando ainda é um tubo horizontal e não esta "dobrado" tem o nome de duodeno (25cm), a parte "dobrada" chama-se jejuno-íleo (7,25m)

Estômago



Forma: saco, quando esta cheio tem a forma de um J


Localização: parte abdominal, superior central, inclinado para o lado direito, limitado superiormente pelo esófago e inferiormente pelo intestino delgado


Constituição: paredes muito musculadas, os alimentos ficam dentro do estômago durante 3 horas. Tem dois músculos circulares, o superior tem de nome esfínceter cárdico, e o seu orifício cárdia, o inferior tem de nome esfíncter pilórico e o orifício de pilóro. Nas paredes do estômago existem umas mucosas que segregam um muco que as protege, é o suco grástico.

sábado, 17 de março de 2012

Esofago

Forma de um tubo
Localiza-se na cavidade torácica central, limitado superiormente pela faringe e inferiormente pelo estômago

É constituído por paredes musculadas, pois contraem e dilatam para empurrar o bolo alimentar formado na boca. Estes movimentos têm o nome de peristálticos

Faringe

Forma: orifício

Localização: cabeça, está limitada superiormente pela boca e inferiormente pelo esófago




Faz a transição entre dois aparelhos, o digestivo e o respiratório, através da epiglote





Boca


Forma: orifício
Localização: cabeça, parte frontal, central inferior

Constituição: parte anterior- lábios

" lateral- bochechas

" inferior- língua, maxilar inferior

" superior- maxilar superior e abóbada palatina

" posterior- véu do paladar

Sistema Digestivo

Ingestão: é o acto de colocar alimentos na boa

Digestão: é um conjunto de processos físicos e químicos que levam a separação de macro moléculas em micro moléculas de forma a puderem ser absorvidas

Processos físicos: movimentos e gravidade
Processos químicos: substâncias químicas para atacar os nutrientes
O processo físico é para repartir as substâncias, e o processo químico para os atacar

Absorção: passagem das micro moléculas para o meio interno (sangue e linfa)

Defecação: acto de eliminar as substâncias tóxicas ou não digeridas através do ânus


O Sistema Digestivo é constituído por:
-Tubo digestivo(boca, faringe, esófago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus)
- Órgãos anexos (dentes, língua, glândulas salivares, fígado e pâncreas)

Roda dos alimentos


Cereais, derivados e tubérculos: 4 a 11 porções (28%) glúcidos
Hortícolas: 3 a 5 porções (23%) sais minerais e fibras
Fruta: 3 a 5 porções (20%) vitaminas
Lacticínios: 2 a 3 porções (18%) prótidos e cálcio
Carnes, pescado e ovos: 1,5 a 4,5 porções (5%) prótidos
Leguminosas: 1 a 2 porções (4%) Fibra
Gorduras e óleos: 1 a 3 porções (2%) lípidos
Nota: em todos os sectores existe água

Energia Total Diária

Leis Alimentares

Lei da Quantidade: devemos ingerir nutrientes na quantidade necessária para suprir as nossas necessidades

Lei da Qualidade: devemos ingerir uma grande diversidade de alimentos

Lei da adequação: Devemos ingerir alimentos adequados à nossa idade, sexo, tipo de actividade física e estado de saúde

Lei da harmonia: Devemos ingerir alimentos em quantidades suficientes, variando o tipo de alimento, adequado à nossa idade, sexo, actividade física e estado de saúde, e ainda de acordo com a propagação existente na roda de alimentos

Estas leis ditam as regras da roda dos alimentos

Caloria

Caloria é a quantidade de energia que é preciso fornecer a 1 litro de água para que ela aumente 1 grau centigrado



Vitaminas Lipossolúveis

Vitaminas Hidrossolúveis

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Vitaminas


São moléculas orgânicas compostas por hidrogénio, carbono e oxigénio


- classificam-se por letras (A, B, C, D, E e K)

- dividem-se em: hidrossolúveis (são solúveis em água)

lipossolúveis (se se dissolverem em lípidos)

- umas são estáveis às variações de temperatura, as termo estáveis (B2, D e E)

- outras são sensiveis à temperatura que são as termolábeis (A, B e C)



Função: reguladora, asseguram o bom funcionamento de todo o organismo



Doenças:

- carência: avitaminoses

- excesso: hipervitaminoses (lipossolúveis)

Importância dos Sais Minerais- Iodo


Regula a glândula tiróide


Doenças:

- carência: mau funcionamento da tiróide, bócio e cretenismo



Alimentos: marisco, peixe

Importância dos Sais Minerais- Magnésio


Importante para os músculos e actividade cerebral


Doenças:

- carência: fraqueza muscular e problemas de memorização


Alimentos: nozes e peixe azul

Importância dos Sais Minerais- Potássio


Importante em conjunto com o sódio, na transmissão de impulsos nervosos e importante para os músculos


Doenças:

- carência: deficiências na transmissão de impulsos nervosos e fraqueza muscular


Alimentos: banana, batata, frutos secos

Importância dos Sais Minerais- Cloro

Faz parte do sal constituinte dos fluidos circulatórios e constitui o suco gástrico


Doenças:

- carência: deficiências nas reacções bioquímicas e problemas na digestão

- excesso: em conjunto com o excesso de sódio, contribui para a pressão arterial alta e excesso de ácido no estômago que pode provocar úlceras gástricas



Alimentos: águas

Importância dos Sais Minerais- Sódio


Faz parte do sal constituinte dos fluídos circulatórios, importante em conjunto com o potássio na transmissão de impulsos nervosos


Doenças:

- carência: deficiências nas reacções bioquímicas e na transmissão de impulsos nervosos

- excesso: em conjunto com o excesso de cloro, contribui para a pressão arterial alta



Alimentos: Vegetais

Importância dos Sais Minerais- Ferro


É um dos constituintes a hemoglobina do sangue, regula a quantidade de oxigénio no sangue.


Doenças:

- carências: anemia



Alimentos: figado, carne vermelha, feijão, ...

Importância dos Sais Minerais- Flúor


Constitui, em conjunto com o cálcio, o esmalte dos dentes


Doenças:

-carência: cáries dentárias

Importância dos Sais Minerais- Cálcio


- Constitui os ossos e dentes


Doenças:

- carência: fraqueza óssea e cáries

- excesso: cálculos renais e biliares, fraqueza óssea



-Alimentos: leite, peixe, folhas verdes, ovos, feijões, sementes, ...

Sais Minerais


-são inorgânicos
- composição química varia consoante o mineral
- Função Principal: reguladores
- Função Secundária: estrutural



Água

A molécula da água é constituída por hidrogénio e oxigénio.

-Constitui o meio intra e extra-celular, local onde se realizam as reacções bioquímicas. É de importância vital para o bom
funcionamento e estabilidade do organismo

- Mantém o equilíbrio bioquímico

- Mantém a temperatura do corpo, através da transpiração

- Expele as substâncias tóxicas do corpo, através da urina

- Constitui os fluidos circulatórios do organismo (sangue e linfa)

- Cerca de 65% a 70% do nosso corpo é agua

Doenças:
- carência: desidratação, infecção urinária
- excesso: não há

Lípidos

Os lípidos são constituídos por 1 molécula de álcool (glicerol- álcool que está nas nossas moléculas) e três moléculas de ácidos gordos




- na infância devemos ingerir cerca de 50% de gordura animal e 50% de gordura vegetal

- na fase adulta devemos ingerir cerca de 67% de gordura vegetal e 33% de gordura animal

- cerca de 20% a 30% da nossa energia
necessária diariamente vem dos lípidos

- a gordura deixa nódoa, e não sai pois os lípidos só saem com outros lípidos

- as gorduras vegetais são liquidas a temperatura ambiente, e as gorduras animais são sólidas

- Não se dissolve noutros líquidos e transformam-se em emulsão, formando bolhinhas de gordura que quando se juntam dá-se a emulsão instável, mas quando se conservam no mesmo sitio é emulsão estável

Doenças:
- carência: envelhecimento da pele e dificuldades de concentração
- excesso: obesidade, diabetes, ateroscleose, problemas cardio-vasculares

Glícidos

Monossacapídeo: molécula mais simples. Tem a glicose (mel), frutose (fruta), galactos (leite), etc...
Dissacapídeo: conjunto de duas moléculas simples. Existe ,por exemplo, a sacarose (açúcar de cana), lactose (leite), etc...

Polissacarídeo: conjunto de mais de duas
moléculas. Existem, por exemplo, amido (batata,

arroz, massa, farinha), celulose (vegetais, frutas, cereais), etc...
Nota: -há medida que os açucares são mais complexos, são menos doces, mas mais saudáveis
- 65% da energia que consumimos vem dos glícidos
- os glícidos são constituídos por carbono, oxigénio e hidrogénio

Doenças:
- carência: hipeglicémia (diabetes), obesidade, tensão alta, cáries
- excesso: hipoglicémia (falta de açúcar no sangue)

Prótidos

- A sua molécula mais simples é o aminoácido
- A união de dois aminoácidos tem o nome de dipeptídeo
- A união de mais de dois aminoácidos mas menos de 100 são os polipeptídeo
- Mais de 100 aminoácidos são as proteínas

Existem 20 tipos de aminoácidos diferentes:
- 12 o nosso corpo produz
- os restantes 8 o nosso corpo vai buscar aos alimentos, e são os aminoácidos
essenciais

As proteínas que contém os 8 aminoácidos essenciais chamam-se proteínas completas
As proteínas que não contém os 8 aminoácidos essenciais chamam-se proteínas incompletas
Nas proteínas completas existem as equilibradas e desequilibradas:
- as equilibradas são as que têm os 8 aminoácidos proporcionais
- as desequilibradas as que não têm os 8 aminoácidos proporcionais

Doenças:
- carência de proteinas: kwashiorkor (impede o desenvolvimento físico e mental)
- excesso de proteinas: gota, reumatismo, acidentes cardio-vasculares

Nutrientes


Os alimentos são substancias constituídas por nutrientes que satisfazem as nossas necessidades energéticas, estruturais e reguladoras. Nós somos heterotróficos e precisamos de nutrientes para sobreviver e termos energia.

Existem 6 tipos de nutrientes. Existem do tipo:
Orgânicos (vitaminas, prótidos, glícidos, lípidos)
Inorgânicos (água e sais minerais)

Cada nutriente tem a sua função, e existem as funções principais e secundárias


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Factores que influenciam a alimentação

Geográficos:
- Clima

- Relevo

- Solo

- Isolamento

- (ilhas) Litoral/ Interior



Socio-culturais:

- Etnias

- Religião

- Guerra



Economicas:

- Politica

- Economia

- Riqueza

- Pobreza

- Guerras

- Super-potência

História da alimentação

Os Homens Primitivos (nómadas) tinham uma alimentação equilibrada,
pois comiam aquilo
que encontravam e caçavam, de varios sítios, pois não tinham local fixo de habitação.
A primeira revolução alimentar foi quando o homem primitivo descobre a agricultura e a pecuária, torna-se sedentário, e a alimentação passa a ser desequilibrada, pois passam a comer apenas aquilo que produzem.
A segunda revolução alimentar foi o aparecimento das trocas de produtos alimentares, fazendo com que a alimentação fosse equilibrada
A terceira revolução alimentar foi com o aparecimento da moeda, e nasceram os ricos e os pobres. A alimentação passou a ser desequilibrada. Este factor em ate a actualidade.

Revolução Alimentar e uma mudança trágica no tipo de alimentação

Nota: a historia da alimentação aqui apresentada esta muito resumida